“A minha nuvem vai para a mamãe”

É…parece que o ano começou. A novidade-2011 aqui de casa é o Yuki, meu caçulinha de quatro anos, indo à escola.  O evento-primeiro-dia-na-escolinha foi devidamente registrado por mim que o levou, junto com toda a família, munida de óculos de sol (porque estava muito sol e não porque eu ia chorar sabendo que falta pouco agora para eu ter três filhos formados), de máquina fotográfica e de sacolas com quinze toneladas de artigos de papelaria.
Antes de levarmos as crianças à instituição de ensino que escolhemos com o maior cuidado temos que comprar tudo que está na tal lista de material e no primeiro dia de aula entregar à  tia Rose,  a coordenadora pedagógica, não sem antes etiquetar cada item desde mochila até escova de dentes com o nome e a turma da sua cria: Yuki, Pré I, no meu caso. Esse foi um momento delicado e não me lembro de ter me sentido assim e de ter refletido tanto sobre o que é a vida ao etiquetar saboneteiras, copinhos e uma pasta polionda comprados com tanta inquietação na alma como descreverei a seguir.  Meus olhos chegaram a ter um brilho mais úmido. Todos os filhos estudando agora. Muito emocionante isso! Quer dizer, será que Hideo, meu filho adolescente, vai estudar alguma coisa esse ano?!? 
Voltemos ao foco.
A compra do material de uma criança na pré-escola é uma aprovação espiritual se é que isso existe mesmo. Sou professora de física, faço doutorado em filosofia, desenho, pinto e bordo, mas tive que controlar a respiração diante alguns itens como 80 folhas de sulfite A3 (o vendedor poderia me dar até um pedaço de tecido e dizer que isso era sulfite e eu não tinha conhecimento para contestá-lo! 80! Por que não 100?), 01 metro de papel nacarado (sei o que é cartolina e papel crepom, papel NACARADO??? Esse radical “naca” é de quê?), 01 caixa de lápis de cor gigante (gigante? Mas ele é tão pequenininho??? Quão gigante será isso? Será que a mochila que comprei foi muito pequena???), 1 pacote de papel Romitec (Outro papel esquisito??? Deve ser algo moderno porque o sufixo TEC significa altas tecnologias…), pincel chato n° 22 (O vendedor me disse que só tinha o número 20 e eu quase morri porque era um dos últimos itens. Só fiquei imaginando Yukinho não conseguindo fazer um movimento sinuoso na papel color sete (só pode ser nesse papel que eles vão pintar porque o prefixo color quer dizer “vamos colorir aqui”) e todos os amiguinhos rindo dele… eu vou ao inferno, mas meu filho vai ter um pincel número 22!!!), 04 grampos trilho  (Grampo? Como assim grampo???) e 01 pasta polionda verde de 2 cm com alça (caramba…essa foi a pior porque nenhuma loja tinha mais essa de 2 cm, só de 4 cm. Isso deve fazer uma diferença enorme já que essa pasta tem ondas a beça e meu filho será o único com uma pasta com o número de ondas multiplicada por dois. Dependendo do tamanho dessas ondas…o problema é que já estava no inferno e mesmo lá não havia mais a  pasta de 2 cm!!!). Mas, por fim, todos os itens da lista riscados com uma caneta acrilex preta.
E quando eu pensei que já havia feito reflexões suficientes até o momento de  entregar meu filhote nas mãos da tia Marina, eis que chega a hora de buscá-lo. Na mochilinha hot-wheels encontrei o primeiro trabalho feito com a caixa de tubos de cola coloridas 40 ml sem glitter. Ao lado, escrito com a caligrafia da tia, estavam as palavras ditas por ele assim que terminou  a obra. Cá estou eu nas nuvens com o espírito devidamente elevado a um outro patamar e desfrutando dessa sensação boa de entrar numa catedral que eu mesma construí. 

16 Comentários

Arquivado em Crônicas, Filhos, Yuki

16 Respostas para ““A minha nuvem vai para a mamãe”

  1. Que coisa mais fofa! =DNo mais, essas listas são totalmente abusivas. Você não sabe o que é papel nacarado e vai passar o resto do ano sem saber, porque ele não vai ser usado. Daí ano que vem eles mandam a lista de novo e só aí que alguém lembra que papel nacarado existe… o.O

    Curtir

  2. Acho lindo o carinho e amor que vc tem c os seus filhos.Da próxima vez o caçulinha fará "um céu para mamãe"…Que sua família continue sempre sendo mto iluminada e vc tb..Bjos para a gde Tia LK =D

    Curtir

  3. Amanda, fico feliz com a sua visita.Essa lista realmente me surtou. =PBeijos

    Curtir

  4. Joel? Você por aqui?!? :-)É… foi pra mim!!!! 😀

    Curtir

  5. Zeneida,Toda mãe baba pelos filhotes. Vc tb será assim!:-)BeijinhosPS. Adorei te ver aqui.

    Curtir

  6. Elika,Li seu texto e tenho uma pergunta: você ainda quer saber o que é nacarado ou você agora já sabe? Se ainda não souber, te digo.Quanto ao texto, posso ser sincera? Você já fez textos com mais reflexões e comentários mais criativos do que esse. Fiquei na dúvida se você queria fazer uma reclamação da lista de material pré-escolar ou da sua própria mudança de espírito com a entrada do Yuki na escola, se comparado com os outros dois. De qualquer forma, adorei o final com a foto e a frase do Yuki sobre a nuvem. É a parte mais poética de todas. Vocês todos são muito poéticos…Quanto à lista de material, é um abuso o que as escolas fazem.Beijos, Elise.

    Curtir

  7. Elise,Na verdade ando bem enrolada aqui para escrever decentemente. Eu sei que esse pecou muito em relação aos outros. De qq forma, gostaria de registrar a minha inquietação e preocupação na hora da compra dos materiais da lista que não me lembro de ter tido isso com os outros dois e a minha emoção ao ver Yuki indo à escola agora. A sensação foi muito diferente, sabe? Esse negócio de maturidade muda tudo. Enxergo cada momento agora com outros olhos. Mais míopes, com certeza. Ou não…Então, qto a sua dúvida, ela procede, o texto se perde e não tem um foco. Mas quis postar assim mesmo por falta de tempo de lapidá-lo.Quem sabe nos próximos eu acerto.BeijosPS. Já sei o que é papel nacarado. 🙂

    Curtir

  8. Elise,Mas agora vc falando… eu acho que foi o primeiro parágrafo que desvirtuou um pouco…Tvz possa mexer nele…

    Curtir

  9. Só para deixar registrado:Antes era assim:É…parece que o ano começou. A novidade-2011 aqui de casa é o Yuki, meu caçulinha, indo à escola. Fui mãe com vinte anos, com vinte e cinco e com trinta e três e o que ocorre é que eu tenho três filhos, mas cada um tem uma mãe diferente. Percebi isso ao observar o meu próprio comportamento diante o evento-primeiro-dia-na-escolinha. Com o Hideo que hoje é adolescente eu chorei porque fiquei com medo dele me amar menos. Com a Nara que é uma mocinha eu fui firme, afinal, já havia passado por isso uma vez e se ela não fosse à escola com dois anos seria uma pessoa egoísta para todo e o sempre. Até parece. Já com o Yuki que fez quatro aninhos no ano passado fui munida de máquina fotográfica e óculos de sol porque estava muito sol e eu nem ia chorar sabendo que falta pouco agora para eu ter três filhos formados.E agora ficou do jeito que vocês leram. Eu achei melhor mesmo. Thanks, Elise.

    Curtir

  10. Gostei mais do antigo(antes de você mudar o primeiro parágrafo), tinha meu nome. 😛 Do mesmo jeito, mãe, seu texto está incrivelmente incrível! Ah! Adorei os comentários! Tenho muito orgulho de você!♥ Bjos!

    Curtir

  11. Nara,Seu ego é tão incontrolável como o meu. :-)Também tenho muito orgulho de você. Te amo

    Curtir

  12. Ah, que isso Élika rsE qto aos filhos, vamos deixA-LOS bem p o futuro!!!!Sempre q eu tiver um tempinho, venho deixar um recadinho aqui….Afinal, vc será a eterna Tia LK =DBeijosssss

    Curtir

  13. Existe um escritor que pretende fazer um livro apenas de listas. Ele diz que elas são os fatos mais significativos do nosso mundo. Tanto esse pensamento quanto o conteúdo delas – as tais listas – ainda é indecifrável para mim. A minha filha também tem relacionados, os tais lápis gigantes aquareláveis. E eu sai, a mãe saiu, os primos sairam para encontrar. E … nada. Só existe naquela loja tal, que é de alguém conhecido de fulano de tal, morador na Zona Norte da cidade, Cantareira, e que só atende a porta, se batermos com uma senha. Pode? Pode sim. Comprei a tempo dela não pagar o maior mico. Só eu paguei. Mas o seu esforço se compensou e o meu também.Beijos a todos e feliz ano novo.

    Curtir

  14. Sobre as listas, Djabal, vide o que Umberto Eco anda aprontando.E qto ao seu esforço, morri de rir porque sei o que somos capazes de fazer com essa lista de material na mão. Beijos

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s