Pé no Freio

carro

Hoje indo para o CEFET bati com o carro. O cara da frente estava sem luz de freio e eu sem luz interior. Tudo ok, tirando o susto, o atraso, o prejuízo, a dor de cabeça, o fato d’eu estar numa maré de azar, dura igual ao carro da frente, sensível como uma gestante, já sem tempo como você e ter que ficar até a semana que vem sem o takimóvel… tirando esses detalhes, tudo na mais perfeita ordem.

Deixei o carro na oficina lá perto mesmo, em São Cristóvão. O pouco que andei de transporte público voltando para casa já li bastante coisa, vi um idoso corcunda ajudando uma senhora obesa com um nenem de colo a subir no ônibus, tive fé na humanidade, dei tchau pra nenem do banco ao lado, conversei com a trocadora sobre cor de esmaltes e os benefícios do pilates e ouvi dela um salmo que não me ajudou em nada, mas foi maneiro.

Não vou dizer que estou mega feliz sem o carro e ainda sem as minhas lentes de contato, mas a despeito da falta que sinto deles, tive a impressão de estar vendo mais coisas do que o normal e uma sensação boa de ter pisado no freio. Agora, no tempo certo.

vaca

 

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s