Das Paixões

cataratas

Os apaixonados
passam por um período de pôr
do Sol e inspiração
para cigarras
Se interessam pela selvageria
das palavras
Lecionam gaivotas
E quanto às luas ?
Libélu-las
Estreitam as tardes de outono
desenhando cheiros das obras-primas
Portanto, primaveram
comungam, palomam
conjugam
Se eu flor, se tu flores
nos florescemos
Independem do lugar
pois são encontrados sempre
por poetas
Têm predomínio por árvores
que se movem
com a Terra. Amanhecem
a qualquer hora da noite
Preferem viajar
com gestos ao invés de avião
Borboletam-se com os olhos
que se fecham
para ver as Cataratas do Iguaçu
No átimo do ápice do ótimo
Do gozo
Do amor.

Deixe um comentário

Arquivado em poesia

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s