Um Poema Para Romeu e Julieta

image

Neste ano, Nara, Hideo e Nelson, o homem mais sortudo do mundo (meu marido) resolveram fazer teatro com a talentosééééééésima Andréa Cevidanes. Esta, danada que só, simplesmente teve a ideia de fazer Vinicius de Moraes contar a história pra lá de batida de Romeu e Julieta. E assim nasce o maravilhoso espetáculo que será apresentado no próximo Domingo: “Um Poema para Romeu e Julieta” e que terá metade da minha família no elenco dentre outros.

Fato é que estão os três daqui de casa decorando as falas há tempos e mega agitados com a proximidade da apresentação. Euzinha aqui ando vivendo uma experiência ímpar na minha vida depois que o texto entrou a vera na cabeça deles.

Cena 1: Eu na cozinha colocando a mesa e chamando todos para almoçar.

ELIKA – (Fala para seu caçula de oito anos antes de sentar a mesa.) Yuki, lava as mãos!

Do nada, assim, tipo assim, do além Hideo grita.

HIDEO-  As mãos queimadas do fuzil candente,  as vestes podres de granizo e lama!

ELIKA – Vem você também almoçar, homem de Deus!

Nara, enquanto mexe nos talheres,  tristemente fala depois que ouve a voz de Hideo.

NARA- O homem nasce da mulher e tem  vida breve.

ELIKA- Ãhn???

NARA – (desprezando a mãe) No meio do caminho morre o homem nascido da mulher que morre para que o homem tenha vida.

Hideo chega na cozinha.

HIDEO – A vida é curta, o amor é curto. Só a morte é que é comprida…

Elika pensa: ai Jesus…

Cena 2: Lucimar, minha empregada, me entrega um envelope que acaba de chegar do Detran enquanto almoçamos.

ELIKA-  Multa? Será? Hideo, você andou avançando sinal?

HIDEO – (responde ligeiro à sua mãe) Ele avançou. (olha para o prato) Sem temer, ele olhou a morte que vinha e viu na morte o sentido da vitória do Espírito.

ELIKA- Ãhn???

HIDEO- (desprezando a mãe) No horror do choque tremendo aberto em feridas o peito o homem gritou que a traição é da alma covarde e que o forte que luta é como o raio que fere e que deixa no espaço o estrondo da sua vinda.

Elika desiste. Liga para o marido.

Trim. Trim. Triiiim. (Som de telefone)

NELSON – Alô.

ELIKA-  Nelsu, chegou multa. Avanço de sinal na Goiás. Foi você?

Nelson responde (?).

NELSON – Não! (pausa longa) Já não amo mais os passarinhos a quem, triste, contei tanto segredo.

ELIKA – Ãhn?

NELSON- (desprezando a esposa) Não amo mais as sombras do arvoredo em seu suave entardecer de ninhos nem amo receber outros carinhos e até de amar a vida tenho medo.

ELIKA- Ok.

Elika pensa: ai caceta…

Cena 3: O refrigerante está longe e a mãe pede ajuda.

ELIKA- Passa a Coca. Está gelada?

Nara responde (?):

NARA-  Já está gelada. (pausa longa)

Elika pensa: Oh não! Lá vem a onda de novo.

NARA- O sangue está parado; os membros, duros. Estes lábios e a vida há muito tempo separados já estão. A morte se acha sobre ela como geada. A morte, na véspera do dia de suas núpcias, deitou-se com ela; Uma só filha, e a cruel morte arrancá-la, assim, da vista da sua família.

Elika se vira para Meca e pensa: não vou enlouquecer não vou enlouquecer não vou enlouquecer…

ELIKA – Vocês vão me deixar louca!!!

HIDEO- Minha mãe, minha mãe!

Hideo se sensibiliza enfim com a mãe naquele hospício. Hideo sempre foi um filho atento às aflições de sua mãezinha e há de salvá-la.

HIDEO- Eu tenho medo. Tenho medo da vida, minha mãe.  (pausa média)

HIDEO-  Canta a doce cantiga que cantavas quando eu corria doido ao teu regaço  com medo dos fantasmas do telhado.

Elika pensa: puta merda.

Fecha o pano.

A despeito d’ eu não conseguir mais falar de forma normal com quase ninguém desta casa, posso garantir, o espetáculo está imperdível e os atores estão assim tipo um troço de louco mesmo. Dá até gosto de ver viu. A gente nem acredita como eles conseguem fazer isso com tanta naturalidade.

Perigo é se apaixonar pelo teatro e querer também fazer uma peça.

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s