Dor no Peito

image

Estava com papai e mamãe no hospital Vitória que fica em frente ao Lourenço Jorge, na Barra. Papai estava esperando para fazer uma angioplastia e trocar um stent que não mais cumpre seu papel de deixar o sangue circular livremente. Saí para comer algo e levar um lanche para mamãe que estava como eu só com um cafezinho desde cedo.

Parei em um sinal na Ayrton Senna e fui abordada por um menino encardido de poeira que pedia dinheiro. Quando ele chegou na minha janela, eu olhei para o lanche que levava para a mamãe.  Ele, curioso e  boquiaberto, encarou meu banco de trás que estava repleto de livros infantis que sempre deixo para o Yuki, meu caçula de oito anos, se distrair nos engarrafamentos.

-Está com fome? – Perguntei pensando já em fazer mamãe me esperar mais um tanto no hospital.

Ele não me respondeu. Estava absorto nas capas dos livros.

– Você estuda? – Perguntei.
– Estudo sim senhora ali longe por aqui mesmo por perto.
– Quem foi Pedro segundo, então?
– Foi quem veio antes do Pedro primeiro, senhora.
– Muito bem, sabichão. Saca de história. Já vi. Vamos para geografia. Qual é a capital de São Paulo?
– Minas Gerais, senhora. – respondeu-me animado e ávido para que eu fizesse mais perguntas.
– Hmmm. – Respirei. – Minas Gerais é outro estado.
– Estados Unidos, então, senhora.
– Geografia você não tem muita noção. Matemática. Se eu te der dez reais e você me der seis de volta com quanto você ficou?
– A gente não dá troco quando ganha esmola. Mas não quero dinheiro não senhora, tia.
– Está com fome, criança?
– Quero um livro, tia. A senhora me dá aquele ali com um urso rosa na frente?
– Só esse?- Falei enquanto me contorcia para pegar O Urso no Jardim de Infância.
– Pode ser mais de um?!? – Exclamou em forma de pergunta.
– Te dou três e mais um lanche.
– Pode ser quatro e a senhora fica com a comida?

Dei-lhe todos os livros e ganhei um beijo no rosto. Lá então fui eu para o hospital de novo dar toda a assistência para meus pais.

Papai foi muito bem tratado e, grazadeus e ao fato do Diabo ter dado uma trégua por aqui,  vai voltar para a casa com o coração tinindo.

Quanto ao meu…

3 Comentários

Arquivado em Crônicas

3 Respostas para “Dor no Peito

  1. Pingback: Lei.Tu.ra. | Minha Vida é um Blog Aberto

  2. Marcus

    Saúde e vida longa!!

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s