Super-Menino

Yukiblog

A professora de teatro do Yuki pediu como dever de casa na semana passada para que as crianças inventassem um super herói e que este também tivesse uma fraqueza e que na aula seguinte contasse sobre o personagem inventado. Ontem, a caminho da aula, perguntei para meu menino:

– Qual foi o seu super herói inventado, Yuki?
– Ele se chama super-Hideo.
– Mas isso não é nome de super herói. Tem que ter mais criatividade. Super herói é “homem-aranha”, “homem de ferro”…
– Então, mãe. Não existe super herói tratado pelo nome. Não existe o super-Geraldo. O meu é diferente e você ainda fala que falta criatividade?
– Ok. Você está certo. E o que o super-Hideo faz? Qual é o Super Poder dele?
– Combater o racismo.
– Como?
– Por exemplo, quando os policiais militares pararem um ônibus e mandarem um grupo de meninos negros descerem impedindo que eles cheguem à praia, eles chamam “Super-Hideo”! Daí, Super-Hideo vem imediatamente e o super poder dele é começar a tocar guitarra. Na hora que as pessoas racistas ouvem o som irado do solo dele, elas pedem desculpas, abraçam os meninos e deixam eles seguirem em paz cantando funk no ônibus.
– E a fraqueza desse super herói?
– É a cerveja. Se os policiais convidarem ele para tomar cerveja, ele nem toca nada e vai.

Olha. Eu juro que fico me perguntando quem é esse menino que é meu filho. Juro que encho Yuki de beijinhos a cada pérola dessas e que me sinto um ser para lá de especial por ser a mãe dele…

Chorei. Para variar, chorei.

E morri de orgulho…

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas, Yuki

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s