Signos do Maníaco

signos

Vocês que andam sempre por essas bandas como eu, já devem ter visto uma série de postagens falando de signos. Como se comporta a criança de cada signo, como reagem os animas segundo a astrologia, como cada signo se comporta em um engarrafamento, no consultório médico, pulando do penhasco, quando toma banho, quando é pedido em casamento e bababá bububú. Que fique claro, eu não nego fogo para o lado místico dessa bagaça. Sei que há entre o céu a a Terra muito mais do que sonha a nossa vã filosofia de buteco e imagino que as estrelas que são feitas da mesma matéria do que nós possam estar de alguma forma conectadas com esse povo terráqueo, mas daí para me enquadrar como aquariana vai uma longa distância medida em anos-luz.

E não adianta reclamar que você não está se vendo naquelas definições porque logo vão te dizer que é por causa da sua lua, da sua vênus, dos seus anéis de Saturno e que seu cordão de pedra ametista pode estar atraindo coisas que não sejam legais. A Astrologia não é uma ciência exata, afirmam. Oras, se eu sequer acredito que a física seja um local onde as verdades e a exatidão fazem morada, quanto mais esse troço que envolve todo o Universo mais a mente humana ávida por entender o nosso comportamento nessa budega.

Olhando os vídeos, a despeito de saber que muitos são brincadeiras, percebo que são baseados em esteriótipos de cada signo. Os aquarianos sempre são os rebeldes e desapegados do amor. Era só o que me faltava. Rebelde ok. Mas desapegada? Fui casada vinte anos e loucamente apaixonada pelo marido desde os quatorze! E separada quase dois anos, tenho recaídas homéricas que nem Jesus aparecendo na minha frente com “levanta-te e anda” dá jeito. Ouço sertanejo universitário, Pablo, Roberto Carlos e Leonardo Cohen e vejo em cada canção minha biografia não autorizada. Pode ser coisa de quem tentou seguir em frente sem fazer a bendita psicanálise. Comecei até, mas vi que a terapeuta não ia ligar para ele e convencê-lo a voltar para mim, daí desisti. Ah mas isso acontece porque a sua vênus é em câncer… Mas eu sou de aquário caramba e cadê esse desapego, essa abnegação, esse desamor, desinteresse, indiferença e o caramba a quatro que dizem que os que nasceram próximo do carnaval têm?  Cadê, gente? Em mim é que não está!

Ah fala sério. Nesse momento meu lado escorpionino muito bem ilustrado por Chico vem à cabeça: “Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas, os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, … se dane o evangelho e todos os orixás!Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz”. Ah esse mercúrio que acaba comigo…

A verdade é que, se entendi bem, todos nós quando nos apaixonamos somos meio piscianos de cabeça, leoninos quando queremos algo e arianos quando chegam as contas. Passamos por crises taurinas horríveis de identidade, quando não correspondidos no amor viramos cancerianos abandonados no meio de uma estrada escura e, ao ver algum amigo mal, o nosso lado libriano se exalta em nosso espírito. Ao stalkear viramos escorpioninos com lua, vênus e marte todos em escorpião! Quando superamos o desprezo de quem amamos baixa-nos o Exu de Sagitário, na Leroy Merlin somos todos geminianos, na TPM, virgens e perante os elogios de um chefe capricórnio nele!

Ah! Já ia me esquecendo…

E aquário somos todos até encontrarmos um grande amor em nossa vida.

Tenho dito. Unghf.

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s