“Deixe de bobeira, companheira. Sou eu.”

lula-desenho

Estava eu lendo as mensagens que recebo inbox (são inúmeras e não dou conta de responder todas) quando vejo a de uma moça dizendo que trabalha no Instituto Lula e gostaria de conversar comigo sobre um texto que escrevi cujo link para quem não viu segue aqui:

https://elikatakimoto.com/…/24/prometo-nao-tocar-no-assunto/

A moça que se chama Gabriella pediu meu telefone. Dei uma estalqueada de leve nela para saber com quem estava conversando e se poderia fornecer meu número. Vi várias fotos no perfil dela com o Lula. Quem tira foto com o Lula não pode ser má pessoa, pensei. Quem acreditou e acredita nele torce para que a desigualdade social diminua, fica feliz em ver negros em universidades e pessoas saindo da linha da miséria. Então, concluí, ela tem cara de quem vai fazer um bom uso do meu telefone e do meu voto de confiança.

Em menos de cinco minutos o telefone tocou.

– Elika, Gabriella do Insititulo Lula. Um minuto que vou transferir sua ligação.

– Ok. – respondi pacientemente.

– Alô, Elika. Oi, querida. Aqui quem fala é o Lula.

Abre parêntese.

Não sei o que você pensa a respeito dessa figura histórica, mas uma coisa é fato: quem estava do outro lado do telefone foi o presidente mais amado do Brasil cuja vida se confunde com a luta de toda uma geração de brasileiros que sonha com um país socialmente mais justo.

Não convém enumerar todos os prêmios e condecorações que ele recebeu não somente aqui como em vários outros países. A título de exemplo, no Brasil, Lula recebeu a medalha de ordem do Mérito Militar, Naval, Aeronáutica, a Ordem do Cruzeiro do Sul, do Rio Branco, a ordem do Mérito Judiciário e da Ordem Nacional do Mérito. Recebeu da UNESCO, em 2008 o Prêmio da Paz; em 2009 foi destacado como O Homem do Ano nos jornais Le Monde e o El País. Em 2012 recebeu o prêmio de Estadista Global em Davos na Suíça. Mas há N outros que não citarei para a postagem não virar uma biografia dele.

O que quero dizer a vocês é que eu estava falando com um homem que mudou o destino de muitos brasileiros e no qual votei em todas as vezes em que ele se candidatou para presidente por acreditar no projeto que ele apresentou.

Não estou dizendo que quem me ligou foi o homem mais honesto do Brasil, mas sem dúvida, o homem que proibiu em seu governo a palavra “gasto” quando o assunto era Educação e Saúde. O responsável pelo Brasil ter saído do mapa da fome e por hoje ter nas salas de aula do meu CEFET, negros e pessoas carentes cujo destino foi mudado por uma oportunidade. Como disse no meu texto supra citado “Se ganharam os cotistas com a oportunidade, ganhamos muito mais os professores por entender que capacidade intelectual nada tem a ver com a nota de uma prova de seleção e mais ainda enriqueceram os outros alunos por testemunhar o esforço de quem vive em outra realidade.”

Fecha parêntese.

– Mas o quê? Como?! Lula!!! Não acredito!!!!!

– Acredite, querida. Estou te ligando porque quero te parabenizar e agradecer por esse texto maravilhoso que você escreveu.

– Mas quem me garante que não é um imitador? No Brasil inteiro tem gente que imita o Lula!

– Deixe de bobeira, companheira. Sou eu.

Daí, meu povo, eu saí de mim. Meu coração acelerou. Se fosse o Fernando Henrique me ligando eu ia ficar feliz porque tenho umas coisas para dizer para ele. Mas Lula?! Meodeos. Não queria deixar a emoção estragar aqueles minutos. Pensei: “aproveite esse momento, Elika. Fale, pergunte… agarre a oportunidade. Quantas pessoas você acha que recebe uma ligação do Lula?”, refleti e tentei me acalmar.

– Presidente, – assim o chamei no impulso – eu quero lhe dizer que quem merece ser parabenizado por tudo não sou eu e sim você. Em nome de todos os brasileiros que hoje comem, se vestem e estudam, eu quero dizer: muito obrigada, Lula. E receba todo meu sentimento pelo falecimento de Dona Marisa.

– Obrigada, companheira. Mas quero te dizer umas coisas. Eu não sou de sair ligando para todo mundo. Mas seu texto me tocou muito. Percebi sinceridade nele inteiro e sua angústia com tudo o que está acontecendo. Liguei para te abraçar, agradecer e dizer para continuar sendo quem você é porque você é uma pessoa maravilhosa demais.

Ah gente… sinto muito. Chorei como um bezerro com ele do outro lado da linha e soluçando falei:

– Presidente, eu não quero deixar passar essa oportunidade e preciso te fazer uma pergunta. O nosso país anda esquisito, você viu pelo meu texto que ando sofrendo pressão para deixar de falar sobre política, todo dia uma notícia desse governo que vai de encontro ao projeto de diminuição da desigualdade social… Eu não tenho vontade de desistir de lutar porque sou dessas, meu presidente, de insistir nos sonhos. Mas, por vezes, lutamos apenas para não deixar o inimigo nos abater sem que resistamos, ainda que a morte seja certa. Isso posto: Lula, como você vê o futuro do nosso país? Sua luta está sendo movida pela esperança de ainda tocar para frente o seu projeto ou apenas para ter uma morte política digna?

A resposta veio imediata:

– Companheira, acredite que há muita coisa boa para acontecer. Estou animado e muito otimista.

E me disse muito mais coisas que acho que não convém falar aqui. Frases boas de serem ouvidas, sabe? Dessas que dá vontade da gente fazer muito mais do que anda fazendo pelo próximo.

Enfim, gente. É isso. Lula me ligou, disse que sou maravilhosa e trouxe a força que me faltava para continuar lutando por uma sociedade mais justa.

Felicidade é pouco. O que sinto não tem nome.

Vou ali agora enfartar e já volto.

Zerei a vida…

160 comentários em ““Deixe de bobeira, companheira. Sou eu.”

    1. Elika, primeiramente FT, eu ia dizer que morri de inveja, mas prefiri dizer que to morrendo de admiração.
      Li seu texto e chorei e sua narrativa da ligaçao, chorei de novo.
      Tambem sou professor, 35 anos na escola, sala de aula noFundamental 1 e 2, coirdenacao e formacao de professores. Sinto o mesmo que você e agradeço por dizer a todos e ao Lula que ainda podemos acreditar em algo.
      Obrigada Companheira, muito obrigada!

      Curtir

  1. Olá, Elika, Eu já li seu texto 3 vezes e não consigo conter as lágrimas, cada vez que leio. É impressionante o seu relato, somado ao seu texto anterior. Tenho 55 anos e, como você, sempre acreditei num país mais justo e melhor, sempre votei em Lula, desde 1982, por acreditar num projeto bem acabado de crescimento com distribuição de renda e oportunidades para todos, tanto na saúde quanto educação. Enfim, me desculpe, quero te agradecer por esses momentos de pura emoção e renovação das minhas forçar para seguir na luta. Me permita te mandar um beijão. Parabéns por tudo.

    Curtir

    1. erika, só conhece o comportamento do lula quem acompanhou ele desde 1978, nas assosiassões sindicais aqui por exemplo no rio, eu nao perdia uma debate. ele é o um dos maiores acordistas desse mundo moderno

      Curtir

  2. Elika, já disse pelo FB e repito mil vezes! Sou sua fã! Poderia pegar trechos inteiros do seu texto, assinar embaixo e dizer q era meu e todos acreditariam pela semelhança de pontos de vista! Mas, fica tranquila q esse negócio de plágio é só com o Alexandre Moraes! Eu tenho amigos no Itamaraty e lembro quando estiveram com o Lula, claro q fotografaram e mostraram orgulhosos; mesmo já tendo estado com outros presidentes e chefes de estado de outros países. Lembro de dizer p a minha amiga: posso pegar essa foto e fazer uma montagem colocando minha imagem do outro lado? Só p eu ter essa memória inventada?
    Parabéns pela força, inteligência e alegria!

    Curtir

  3. O menina porreta!!! Você me fez chorar muito. Parabéns você lavou minha alma; olha Elika tenho 60 anos e 40 como funcionário do poder judiciário em Goiânia. Nunca tinha me emocionado tanto.

    Curtir

  4. O choro sempre é genuíno em todas as suas facetas.
    Mas deixemos rolar somente uma lágrima que encontrará lábios escancarados e arretados num imenso sorriso.
    Não é a luta que nos dói é o massacre a nossa dignidade e inteligência praticada por poderosos sem escrúpulos que nos fazem triste.
    Mas temos uma lágrima que nos conforta.
    Parabéns Elika.

    Curtir

  5. Parabéns, Elika. Emocionante. Educadora de verdade é assim como você. Inquieta, ousada, corajosa e contamina os que estão em volta. Até os distantes. Frequentarei seu blog.

    Curtir

  6. Vc mitou!! Parabéns companheira, com certeza esse momento não será esquecido, nem por vc e nem por nós, que admiramos o Lula. Sua felicidade é nossa tb, pois fica ainda mais evidente o tipo de pessoa que Lula é, humilde, de luta e companheiro!

    Curtir

  7. Favor alterar sua pagina:
    No lugar de:
    Vencedora do Prêmio Saraiva Literatura na categoria Juvenil – Crônicas
    Substituir por:
    Vencedora do Prêmio Telefonema do Lula.
    Pois este, quem te deu, foi o cara do curriculo PHoDa que voce resumiu acima.

    Curtir

  8. Como não se emocionar pelas coisas que você??? Parabéns, continue sempre e sempre assim…se a gente conseguir semear um pouco do Lula em muitos individuos seremos brasileiros invenciveis…parabéns

    Curtir

  9. Professora Élika Takimoto! Fiquei emocionando do princípio ao fim! Precisamos dessa energia para continuarmos lutando por um BRASIL – Um PAÍS DE TODOS! Obrigado Profê! Um fraterno abraço!!!

    Curtir

  10. E eu daqui do meu canto também me emocionei com uma prosa dessa. Adoro prosa boa . Apesar de tantas desesperanças , textos como este nos devolve a esperança usurpada .Parabens professora.

    Curtir

  11. Parabéns Élika.
    São pessoas como você que esse país precisa.
    Isso nos enche de esperança, num momento tão “temerbroso” que estamos passando.
    Mais que nunca, só mesmo o LULA para nos devolver o Brasil Altivo que um dia, pelas mãos dele, chegamos a ter.

    Curtir

  12. Elika, como todos que escreveram aqui, ler essa história emociona demais. Inevitável não derramar lágrimas junto com você. Sinto que ele carregou suas energias e lhe abasteceu com um entusiasmo mágico. Esse é o nosso Lula, um ser que nasceu para servir ao próximo. Para mim de longe o melhor presidente que tivemos, que desculpem Jango e Getúlio. E se Lula é despreendido assim como sabemos, um homem do povo, verdadeiramente, é honesto, muito honesto. Pode ter gente honesta que nem ele, aliás queremos que existam milhões de Lulas empalhados neste Brasil para que não tenhamos dúvidas que sonhar é possível e realizar é nossa obrigação. Bora eleger o homem de novo, com confiança, garra e admiração por sua trajetória de vida e por um legado que ainda não foi concluído mas que nos cobrirá de orgulho pela transformação que provocará no seio desta nossa sociedade. Da pra dizer Elika que você foi tocada por Deus, em uma de suas inúmeras formas dele se apresentar aqui nesta vida. Ele se mostrou na pele de um sertanejo brioso, calejado e muito corajoso para uma companheira igualmente valorosa e transformadora. E que os ventos da renovação soprem, mas soprem com força para impulsionarem as mudanças boas que estão por vir!

    Curtir

  13. Quem gosta do Lula gosta de ver menos desigualdade social. Quem gosta do Lula gosta de ver negros na universidade. Quem gosta do Lula gosta de ver um país com menos miséria. É simples assim. Parabéns pelo texto. A luta segue!

    Curtir

  14. Mto legal, Elika.
    Fiquei mto emocionado, como tantos aqui.
    Sim, sua experiência nos enche de alegria e vontade de continuar lutando por um mundo mais justo.
    E fico mto feliz tb por cada vez mais ser confirmado que o nosso Lula é realmente um grande homem de bem. Continuarei votando nele ou em quem ele indicar como pessoa de sua confiança.
    Grande abraço.

    Curtir

  15. Fantástico e muito emocionante. Parabéns professora! PS: Fiquei imaginando a sua reação ou qual seria a minha… Realmente o Lula é uma pessoa sem igual.

    Curtir

  16. Boa tarde, Elika.
    Belo texto. Ter a honra de falar com o nosso eterno presidente não é para qualquer um. Sei que sabes muito bem disso. Fico muito feliz de ler aqui o que ele te falou e ver o otimismo e esperança com que ele enfrenta tudo isso. Com certeza, esse seu texto nos mostrando as palavras do Lula, nos dará muita força para seguir em frente, neste caos em que o pais se transformou. Pode ter certeza que você não é a simples mortal que está sozinha nesta luta. Eu e mais 80℅ dá população brasileira estamos juntos, lutando por um país melhor e esperando ansiosamente pela volta do nosso eterno presidente, ou por aquele que ele indicar.
    Agradeço mais uma vez por seu nobre e profundo texto.
    Saudações,
    Márcio Santos.

    Curtir

  17. Elika, tabém me emocionei com seu texto (foi o primeiro seu que eu li) e passei a seguir seu blog. Temos muita coisa em comum. Mas tem uma pergunta que me aflige e que gostaria de fazer ao Lula. Foi inevitável abandonar as bases e se aliar aos velhos poderes? Tanto foi feito, mas tanto foi deixado por fazer! As velhas bandeiras ficaram rotas? Como seria um recomeço?

    Curtir

    1. A menos que se faça uma revolução proletária, não se pode governar sem parte da burguesia. Assim é a vida.
      Os governos Lula e Dilma fizeram muito pelo Brasil, mesmo com uma corja de safados pendurados junto no governo.

      Curtir

  18. Elika Takimoto! Não a conhecia, muito menos esse teu espaço virtual. Confesso que teu texto (ambos) me tocou muito, aproveitei para socializar em meus espaços. O contato com Lula deve ser muito emocionante mesmo, você relatando imaginei a cena.
    Parabéns! Um grande e forte abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  19. “Não estou dizendo que quem me ligou foi o homem mais honesto do Brasil”
    Era necessário você escrever isso? Até prova contrária em juizo, prova, o Lula, você e todos os demais brasileiros são honestos.

    Curtir

  20. Elika que coisa linda, aqui chorando também… impressionante a grande força que tem nosso querido Lula com tudo o que esta vivendo!

    Curtir

  21. Puxa a vida…Fiquei emocionado. Que diálogo maravilhoso: simples, apaixonado e cheio de esperança. Viva Lula…Parabéns Elika

    Curtir

  22. Elika, querida, seu choro é o de todos os brasileiros que lutam por um país mais justo e foram golpeados por uma gente sem coração, cujo único estímulo na vida é o dinheiro, poder e vantagens pessoais. Não pensam no coletivo. Mas nós somos muitos, companheira, somos milhões, e tenho certeza que da nossa teimosia e insistência em não quebrar virão dias melhores, para o nosso país e para o mundo. Um abraço!

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s