Short Movie baseado em uma história real.

​Plano fechado. Uma mulher de burca está imitando com a boca o som de uma galinha. Pópópó  póóó.

No plano sequência, a câmera movimenta-se para a direita. Mais três mulheres de burca. Uma olha com apenas sua visão descoberta para onde a que faz o cacarejo está dirigindo o som gutural. As outras duas miram para baixo.

A câmera desce. Plano médio.  Há um homem deitado no leito de um hospital entubado e aparentemente dormindo. As mulheres de burca estão em pé ao seu lado.
A câmera abre. Na cadeira encostada na parede, um menino loiro sentado com roupas espalhafatosas segurando uma galinha de borracha.

O menino é um palhaço desses que animam doentes. Sem saber o que fazer nesse quarto específico, ele pega seu brinquedo em forma de ave depenada e faz pópópópóóó com sua boca para as mulheres.

Plano fechado. A mulher de burca atenta ao menino espera a galinha acabar de balançar e, enfim, bate palmas e exclama póóó!

(Meu “short movie” baseado na história real do filho do verdadeiro Patch Adams que mostrou que os palhaços não existem somente para arrancar risos).

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s