Vai dar tudo errado e mesmo assim você vai ser feliz.

20170530_145134

​Hoje eu dei uma palestra no Instituto Federal de Volta Redonda. Sem palavras para descrever o carinho que recebi ao final. Muita gente querendo me abraçar, tirar foto, compartilhar ideias e experiências. Eternamente grata pela oportunidade de troca, pela cumplicidade e por tanta atenção.

Mas a última pessoinha que veio falar comigo mexeu com algo aqui dentro porque me fez ficar mega zen após me fazer pensar em tudo que deu errado na minha vida.

Explico.

Depois de eu ter falado durante mais de uma hora sobre o que ando aprontando em sala de aula e penso de todo o nosso sistema tradicional de ensino e ter contado a minha trajetória acadêmica que acabou me dando esse currículo doido com graduação em física, mestrado em História e Doutorado em Filosofia mais a minha carreira de escritora, enfim, depois de muito tagarelar e atender a todos, apareceu a serumaninha no apagar das luzes.

– Elika, você sofre de ansiedade? O que faz para lidar com ela?

Por um momento, cheguei a pensar que fosse Mufasa-hatuna-matata em forma de uma menina entrando em contato comigo e me alertando sobre os perigos dessa vida loka.

Olhei no fundo do olho dela e confessei (como fazemos diante de um padre pedindo perdão por ter feito tudo torto nessa vida e não ter conseguido cumprir nada que havíamos prometido).

– Cara. Te falá. Minha vida é um inferno. Há noites não consigo dormir mais de 4 horas. Faço de tudo para combater a ansiedade. Corro que nem uma maluca para cansar bem meu corpo. Faço três horas de pilates por semana.Tento meditar sempre. Encho o rabo de chá de camomila. Tomo suco puro de maracujá antes de dormir. Leio poesias. Nada adianta. Estou lutando com todas as minhas forças para não entrar com remédio. Preciso encontrar meu equilíbrio sozinha sem veneno. Morro de medo de me meter com ervinhas e chás de cogumelos e isso afetar a minha criatividade. Prezo muito por tudo aquilo que penso. Gosto de meu jeito de articular as informações e criar em cima do que leio. Enfim, sofro muito de ansiedade. Estou longe de ser a perfeição e esse poço de felicidade que as pessoas imaginam.

Dito isso, respirei.

– Eu tomo remédio. – ela disse – Mas o que me faz ficar ansiosa é a escola. Isso aqui me cobra demais e eu não consigo responder a tudo. Me sinto péssima sempre. Não consigo ter foco, estudar, decidir o que quero ser, tirar notas boas…

E desatou a chorar.

Fiquei tensa. Não estava preparada para aquilo. Mas não foi por isso que o chão me escapuliu. Não rolou a empatia na hora e nem a preocupação com ela de imediato. As palavras dela me afetaram como uma epifania. Tive visões tais como aqueles que chegam ao nirvana.

Me dei conta que eu também não tenho foco e muito menos ideia do que quero ser. Aliás, nunca tive. Meodeos, o que fiz em todo esse tempo?!

– Ôxi. E você sabe que eu nunca soube o que queria da vida e até hoje não sei? Pensando aqui, sou o que sou porque nada deu certo para mim.

– Você não planejou o que é hoje? – perguntou ela surpresa.

– Não.  E acho que não importa o que você planejar. Vai dar errado. Concluo eu aqui agora me tomando como exemplo. Não planejei ser professora de física. Queria ser bacharel. Daí engravidei do Hideo no meio da faculdade de um namorado que nem amava. Corri para licenciatura para conseguir emprego rápido. Mestrado de história foi um convite que recebi. Queria fazer em Ensino. Depois até que me empolguei muito e quis fazer doutorado na mesma área e a orientadora disse que não. Que eu era muito inquieta e devia ir para filosofia. Eu não queria de jeito nenhum. Mal sabia quem era Platão. Casamento acabou. Planejei ficar casada eternamente. Me fu. Tô apaixonada por um homem que mora longe e pouco me dá atenção por conta de nossas agendas e porque talvez não queira mesmo me dar atenção. Fiquei grávida nos momentos mais conturbados de minha vida.

A menina olhava estranho para mim. Eu também olhava assustada para dentro de mim mesma e só via trevas. Uma confusão dos diabos nessa bagaça.

Até que veio uma luz.

– Então, não fique tensa se você não sabe o que você quer. Eu não sei até hoje. A vida continua me levando. Olha eu aqui em Volta Redonda. Olha eu entrando talvez para política. Você acha que um dia eu planejei dar palestras? Relaxa, querida, porque vai dar tudo errado na sua vida e você vai ser feliz assim mesmo.

– Mas e a ansiedade?

– A primeira que descobrir como se livra dela conta para outra, ok? Vamos combinar assim? Eu sou ansiosa que só. Deito e fico pensando em histórias, em roteiros de vídeos, em aulas que preparei e ainda não testei, em contas que esqueci de pagar, em mozão que demora a me responder, nas viagens que quero fazer e nunca tenho dinheiro, nos livros que não consigo vender… Não tem a ver com ter casa própria, com ter emprego fixo, com ser valorizada e querida… eu tenho tudo isso aê e tô na merda que nem tu.

Após essa aula de anti psicologia e de como acabar com a esperança de alguém em dois minutos, demos um forte abraço. Ela incrivelmente pareceu grata pela conversa e eu mais ainda por ter percebido que não tem ninguém no controle e, se tiver, só pode estar de brincadeira com a nossa cara.

– Querida, não se cobre. Nada é sua culpa. Cada um tem um jeito de ser e uma forma de lidar com os problemas que vão aparecendo. Não se compare. Você é única. E seja o que for que acontecer, o valor de tudo que você conseguir ou não fazer vai estar no fato de a sua história ser ímpar.

Tive que me despedir correndo porque o motorista estava com horário. Na primeira curva, fiz algo que não fazia há tempos. Dormi pesado e cheguei a sonhar. Só acordei quando vi minha casa.

Queria ter feito para ela o bem que ela me fez.

Boa noite para vocês.

12 Comentários

Arquivado em Crônicas

12 Respostas para “Vai dar tudo errado e mesmo assim você vai ser feliz.

  1. Rosuita Helena Roso

    “eu nunca soube o que queria da vida e até hoje não sei”…Delicia você falando por mim…Uma semana depois que cai em mim que assim que sou…e tem algo bom nisto, que agora me intriga…e não mais me desespera na hora de aposentar ( do trabalho apenas…apenas 51) e todos a me perguntar”o que vais fazer”…um branco,” não sei …” e hoje me rio pensando, mas ainda estou em processo para internalizar isto
    e me aguça a idéia de ir para a Filosofia realizando minha Alminha de 7 anos lá no interior do RS que sentada no meu galho na “árvore de Pensar” com as amiguinhas, quando perguntada o que queria ser quando crescer entrava em pânico porque nunca sabia (sei) o que queria (queria o mundo!)/seria (todas tinham certezas!!! ) mas sempre respondia “Quero uma profissão de pensar”(pouco depois descobri a palvra Filosofia!…existia…mas me esqueci..) … numa casa de raros livros, lia o que me aparecia por onde passava, e escolhi a Oceanografia pela Enciclopédia Conhecer, virei militar ( para continuar no mar e, de fato, para ter emprego porque tive que me virar sozinha cedo )…agora tempo de viver o Mar, AMar, de Philosofar e, se der, voluntariamente, ensinar pela arte, poesia as coisas do mar, cuidar da Baia da Guanabara que amo….
    Obrigada pelo delicado presente recebi de você hoje, por ser da tua bonita e real rede
    OBS se for da vida você ir para a politica( para o bem deste país, desta gente desamparada ) sigo firme com você ( e levo alguns queridos que acreditam neste rede). Gratidão! Amor!

    Curtir

  2. Puxa… Eu pensei nisso essa semana toda! No meu caso, eu sabia o que queria ser. As 5 ou 6 coisas que eu queria ser. Tudo junto, grande e bem sucedido. Vou fazer 40 anos no ano que vem e minha vida é completamente diferente do planejado. E vai muito bem, obrigada! É muita pressão essa pergunta: O que você vai ser quando crescer? Até por que, a gente cresce ramificado, sem perceber que está ficando grande. E cresce muito, muito mesmo, no erro. Os erros são degraus muito úteis, são o fundamento do acerto. Tudo o que deu errado na minha vida (olhando bem agora), deu certo. A gente não escolhe o que vai ser, a gente encontra o melhor caminho pra ser o que se torna. Já tive inveja de meta bem definida, de foco, de busca incansável por um objetivo só. Hoje tenho o maior orgulho da minha variedade e dos tombos. Durante muito tempo, fui só queda. Fui criticada por não parar em emprego nenhum, por mudar de direção vezes demais. Eu parecia perdida, mas não estava. Era minha busca. Eu não me encaixava em um lugar e seguia em frente. Ainda bem! Espero que resolva logo seu problema de insônia. Abraços!

    Curtir

  3. Você é completamente maluca!! rsrs
    Certa vez uma amiga muito queria, professora de Antropologia da Universidade Federal de Goiás me disse que eu era a pessoa mais transparente que ela conhecera. Outro amigo querido de ambos que ouvia a conversa, também antropólogo, perguntou de forma irônica se aquilo era um elogio? Agora conheci alguém que transcende a ideia de ser
    “transparente”. A cada artigo seu que leio reforço esta constatação. E você se supera sempre a cada postagem. Como diria meu velho pai, João Luiz, conhecido como Chinês: “incrívi”!
    Neste meu comentário não há julgamento nem a ironia do meu amigo. Trata-se apenas de uma constatação que me remete a bela canção “Milagres” do Barão Vermelho (Denise Braga, Roberto Frejt, Cazuza) gravada no disco “Maior Abandonado” em 1984, terceiro disco da banda: “Que tempo mais vagabundo/Esse agora/ que escolheram pra gente viver”, pra dizer que é admirável a sua coragem para ser tão transparente, mesmo nesse tempo “tão vagabundo” rodeados por tantos fascistas.
    Muita força pra você!!
    Abraço

    Curtir

  4. Priscila Thaiss da Conceição de Medeiros

    Obrigada pelo texto. Sofro de ansiedade e sei o quanto é torturante. Mas a conversa de vocês duas me ajudou bastante. Vai dar tudo certo! Bjus

    Curtir

  5. Patricia

    Elika, estou procurando no blog mas ainda não achei, vc tem algum texto contando como foi cada gravidez? Você diz que engravidou nos momentos mais conturbados da sua vida… se vc já escreveu sobre isso pode me indicar o link? Muito lindo o texto! Amei…

    Curtir

    • Não tenho ainda não…

      Curtir

      • Patricia

        Obrigada pela resposta Elika, desculpe-me a tratar seu blog como uma vitrine, não era isso… A intenção não era chegar numa loja pra saber se tem camiseta vermelha ou não… Li seu artigo num momento em que estou muito angustiada e saí procurando experiências na sua vida que pudessem me ajudar. Sempre estive aberta às propostas que a vida me apresentou, e sempre fiz as escolhas com o coração, ele sempre me guiou… Sou ansiosa por antecipação, o que aumenta em dobro ainda a ansiedade porque o futuro é completamente incerto… No mesmo dia que comecei num emprego que me paga bem, reconhece minhas competências, depois de 5 anos desempregada, descobri q estou esperando meu segundo filho depois de tres abortos espontâneos. Os dois precisavam vir ao mesmo tempo?? E daí a minha primeira pergunta…

        Curtir

      • Não precisa pedir desculpas. Não me senti como a dona da loja. Só se fosse de uma livraria. 🙂

        Quanto ao seu caso, eu não tenho resposta. Só posso te dar meu apoio e dizer que há jeito para tudo. E a solução está sempre dentro e não fora de nós. É o que acho.

        Força aê. Se precisar, estou por aqui.

        Beijo!

        Curtir

  6. Regina Gartz

    Mulher, vc é única! Fez bem à menina, à você e a mim… Beijoca.

    Curtir

  7. Gilberto Barros Vieira

    Amo você de tantao! Como é inteligente, linda!!!!

    Curtido por 1 pessoa

  8. Rogério Bezerra

    É sempre um prazer lê-la!
    Talvez o melhor de sua palestra ocorreu depois. A ansiedade é terrível, mas a frustração é devastadora. Saber-se perdido e o que perdeu é um encontro.
    99% das palestras que participei foram profissionais. Profissão que a cada ano mais odiava, Porém pagava as contas. Lamento não ter estudado, quando jovem, Geografia, Música ou atuar em movimentos políticos e sociais.
    Supero minha frustração militando nas ruas e na internet pela música latina, pela democracia, pelo nacionalismo e pelo “socialismo moreno”, mas sem base acadêmica.
    Minha mulher está comigo em tudo que gosto e também me ensina, então minora minhas perdas.
    Felicidades!
    Rogério Neibert Bezerra

    Curtido por 1 pessoa

  9. Jackson Britto

    Maneiro!!

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s