Fascínio pela escuridão

screenshot_20180821-172359_instagram1804352734844250976.jpg

Muita coisa já deu errado na minha vida. Aliás, eu sou a soma dos meus fracassos. Tudo o que tenho hoje foi porque não consegui conquistar o que queria.

Estava aqui pensando em como me tornei candidata em pleno Brasil do jeito que está e fiquei assustada com quantas vezes, no que pese meu referencial privilegiado, visitei o fundo do poço.

Acho que não importa o que eu planejar. Vai dar errado. Concluo eu aqui agora no topo da montanha olhando o horizonte que está nas minhas costas que escancara o meu passado. Não planejei ser professora de física. Queria ser bacharel. Uma cientista famosa. Esse era o foco. Daí engravidei do Hideo no meio da faculdade de um namorado que nem amava. Corri para licenciatura para conseguir emprego rápido.

Mestrado em história foi um convite que recebi. Queria fazer em Ensino porque estava encantada com o magistério. Depois até que me empolguei muito com o tema da dissertação e quis fazer doutorado na mesma área. Mas alguém me disse: não. Ouvi que eu era muito inquieta e devia ir para filosofia. Eu não queria de jeito nenhum. Mal sabia quem era Platão.

Casamento acabou. Planejei ficar casada eternamente. Me fu. Depois de anos separada, apaixonei-me de novo. Beleza. Vou beijar muito. Oba! Que nada. Pipo mora em Brasília e conciliar nossas agendas é modalidade olímpica.

Fiquei grávida nos momentos mais conturbados de minha vida quando não tinha tempo para nada e já não estava dando conta das demandas.

Deito em plena campanha e fico pensando em histórias que quero escrever, em roteiros de vídeos, em aulas que preparei e ainda não testei, em contas que esqueci de pagar, em mozão que não vejo, nas viagens que quero fazer e nunca tive dinheiro, nos livros que não consigo vender.

Quando comecei a ser apresentada como escritora e ser convidada para programas de literatura, Lula me ligou e minha vida, mais uma vez, mostrou para furacão como é que rebola direito.

Percebo, no entanto, a maneira como lido com cada mudança de rota. Bem? Depende. Choro sozinha sempre de desespero não por achar que não vou conseguir. Isso não. Isso não penso. Não sinto medo não. O que sinto tem outro nome: cagaço. Choro porque faz parte. Acho que é isso.

Quando engravidei do meu terceiro filho, trabalhando, me preparando para fazer doutorado em outra área, casada com o marido solicitando mais atenção todo dia, eu só fazia secar as lágrimas e ir em frente animadaça com tudo.

Agora estou solteira, cuidando dos três filhos todos surtados de cabeça, resolvendo tudo sozinha aqui em casa, sem saber quando vou receber um cafuné do Pipo, indo para as ruas toda trêmula falar no microfone, gravando vídeos cheia de vergonha, estudando leis de tudo que é jeito, conversando com petroleiros, reitores de universidades, gente que nunca pisou em uma escola, parlamentares, dialogando com o mundo todo e mais uma galera de Marte, sem hora para nada e só escrevendo dentro do trem.

Nunca gostei da sensação de andar de montanha russa. Talvez por causa daqueles trilhos previsíveis. Mas quando a luz acaba… meu deus, como me fascina a escuridão.

Vai continuar tudo dando errado. Eu sei. Mas ainda assim, enquanto eu estiver aprendendo, sigo caminhando saltitante toda desajeitada com a felicidade.

7 comentários em “Fascínio pela escuridão

  1. Parabéns pela coragem e por não desanimar no primeiro tropeço que deu. Corra sempre atras dos seus sonhos pois os meus não fora diferente dos seus. Professora de escola publica tentando tirar leite de pedra ( coseguia). Queria muito mais fui fazer mestrado, ninguém acreditava, com 51 anos? Fiz, aprendi a lutar e fiz doutorado em seguida lutando contra tudo e todos por causa da idade. Terminei, publiquei um belo livro que tenho orgulho desse fruto de tenta luta para chegar lá. Força amiga. Estamos sempre juntas ns luta. Abraços. Maria Cecília

    Curtir

  2. Que vai dar errado outra vez que nada! Vc vai ser eleita, com o meu voto e com o de tanta gente que te admira! Outra coisa, lendo seu relato, fica claro que muito mais coisas deram certo do que errado na sua vida. Beijo

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s