Que sonho seria um candidato desses…

IMG-20181009-WA0067

Será que alguém aqui que zela pela educação  reclamaria em eleger um candidato que tenha uma pós graduação em economia e em filosofia? E se ainda tivéssemos uma boa dissertação e uma excelente tese de doutorado para podermos avaliar a qualidade do raciocínio desse candidato? Que beleza seria, não?

Não que eu ache que títulos implique inteligência, mas o Brasil está tão doido que seria ótimo ter provas documentadas em mãos para podermos falar que o nosso candidato debateu a fundo e com sabedoria esses temas que são fundamentais para avaliarmos nosso futuro.

Seria bacana alguém que tivesse sido algo grande na Educação. Tipo um ministro. Porque só assim poderíamos ver mesmo de perto o que o candidato pensa sobre Educação pública e o que está disposto a fazer para que camadas menos privilegiadas cheguem às universidades.

Quem aqui não gostaria de ter um candidato que tivesse inaugurado uma visão sistêmica da educação fazendo, por exemplo, o ministério da educação a atuar da creche à pós-graduação, entende como? Isso diria muito sobre ele, não?

Você reclamaria de um candidato que tivesse, além disso tudo, instituído algum índice de desenvolvimento da educação básica, tipo o IDEB, para podermos ver se a educação básica e o ensino médio estão crescendo como deveriam?  Daria para ter uma noção real sobre o modo como o candidato valoriza a educação, concordam?

Imagina ainda se esse indicador permitisse estabelecer metas de desempenho anual para cada escola, município e estado, bem como melhorar a distribuição dos recursos pela identificação das carências localizadas? Que sonho uma pessoa dessas na presidência!

Como seria bom um candidato desses…

E ainda. Já pensou se esse candidato já tivesse criado um Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, tipo a FUNDEB? E olha que bacana seria se com esse fundo tivéssemos visto uma ampliação do  fundo de financiamento – antes restrito ao ensino fundamental – para toda a educação básica, incluindo creche, pré-escola, ensino médio e modalidades como alfabetização de adultos, educação no meio rural, entre outras…

Nossa… que bacana seria ter um candidato que já pensou em tudo isso…

Imagina se ele ainda conseguisse estabelecer o piso salarial nacional para o professor, que passaria a ser progressivamente adotado pelas unidades federativas! Uau…

Quem aqui não desejaria um candidato que já tivesse mostrado que consegue aumentar o investimento público em educação de 3,9% para 5,1% do produto interno bruto, por exemplo? Isso diria tanta coisa sobre ele, não? Não estaríamos votando no escuro ou em quem votou pelo congelamento nos investimentos na Educação por vinte anos, como Bolsonaro, por exemplo.

E se na gestão desse candidato ainda como ministro da Educação (que lindo seria ter um candidato que já foi ministro da Educação!) ele tivesse  expandido o acesso ao ensino superior com a criação de catorze novas universidades federais e mais de 100 campi?

Meodeos que sonho e alegria votar em um candidato desses…

E se esse candidato tivesse ajudado a conceber a ideia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia? Já pensou que maravilha se meu candidato tivesse algo a ver com isso já que a qualidade dos profissionais que se formam pelos Institutos Federais é elogiada em todo Brasil?

Imagina se por causa desse candidato dos nossos sonhos o número de formandos crescesse em quase 200%! Imagina se a gente tivesse um candidato que já provou ter conseguido  apoio político para aprovar Emendas Constitucionais tipo a nº 53 e nº 59 que alteraram oito dispositivos da Constituição, instituindo, por exemplo, a obrigatoriedade do ensino dos 4 aos 17 anos, o fim do dispositivo de Desvinculação de Receitas da União (DRU) que retirava do orçamento do MEC, desde 1995, cerca de R$ 10 bilhões ao ano, o limite mínimo do investimento público em educação como proporção do PIB e a extensão dos programas complementares de livro didático, alimentação, transporte e saúde escolar para toda a educação básica, da creche ao ensino médio. Só imagina que beleza seria.

E nós, amantes da leitura ainda, amaríamos votar em quem ajudou a distribuir mais de 700 milhões de livros gratuitos para estudantes do ensino fundamental e ensino médio. ❤

Ainda bem que meu candidato existe:

Haddad 13.

(Elika Takimoto – professora de física do CEFET/RJ)

2 comentários em “Que sonho seria um candidato desses…

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s