Pomelo e Os Opostos

Hoje de manhã, como sempre, fui levar Yuki à escola. No banco detrás, sempre há livros e revistinhas que jogo ali sem compromisso (assim como os deixo pela casa toda). Quando estacionei o carro, Yuki falou: mãe! Olha isso! Parece você falando comigo!

O livro, a princípio (só a princípio mesmo…), é para criança de 4 anos: Pomelo e Os Opostos. Conforme fui vendo com meu caçula as imagens, íamos conversando sobre os conceitos e rindo sobre “os opostos”.

Conclusão: perdemos a hora e Yuki chegou atrasado. Orientei meu filhote a falar para a tia que a causa foi nobre: estávamos vendo poesia e digerindo palavras.

Tirei foto de algumas passagens (há muito mais) para vocês terem uma ideia do quanto valeu a pena meu filho ter se atrasado. Na verdade, acho que ele se adiantou foi muito…

(Na legenda de cada foto, coloquei nossas observações…)

pomelo1

– É aquilo que vc sempre diz né, mãe. Um não existe sem o outro…

pomelo3

– Tanto faz né, mãe….

pomelo4

– O “sem você” é “você faz falta”, Yuki. Percebe?
– Claro né, mãe…

pomelo5

Fofo demais, não?

pomelo6

Fofo demais [2], não?

pomelo7

– Por isso, Yuki, eu escrevo. Minhas crônicas são uma tentativa de eternizar nossos momentos…

pomelo8

– Por isso você não gosta de me levar em shopping né, mãe?
– Na Lagoa e na roça não é muito melhor?
– Tirou foto ou escreveu para eternizar?
– Claro que sim, né, Yuki…

pomelo10

– Por isso, acho que ser vegetariano é um bom caminho…

pomelo 16

– Os dois estão do mesmo tamanho, percebe, Yuki, como é uma questão do quanto sabemos a respeito que entendemos o desenho? Um ET não entenderia essa diferença mesmo a gente mostrando esse desenho…
– É mesmo, mãe…

pomelo11

– Yuki, o mesmo acontece com “falar e dizer”, “ouvir e escutar”,…
– Tô entendendo, mãe…

pomelo12

– Ele quer falar, mas tem medo de dizer, né, mãe?
– Justamente, Yuki…

pomelo13

– 3a lei de Newton, meu filho…

pomelo14

– Não importa o tamanho. Todos temos dificuldades, Yuki. E muitas vezes com coisas bem simples por causa da nossa essência.

pomelo15

– Às vezes, Yuki, é só uma maneira de encarar a coisa, percebe?
– Mas e se o vaso entupir?
– É só fechar, oras…
– Até parece, mãe… tem coisa que não tem jeito.
– Você está certo, Yuki…

 

Bem bacaninha esse Pomelo e Seus Opostos, não?

1 comentário

Arquivado em Crônicas, Educação, Yuki

Uma resposta para “Pomelo e Os Opostos

  1. Maria Luiza Ferreira de Rezende

    Pois é, as melhores crônicas, as obras mais geniais nem sempre têm que ser sobre grandes temas. Desenhos para crianças de 4 anos podem fazer com que também adultos pensem sobre os contrários, sobre as diferenças, sobre como cada um completa o outro. Amei!

    Curtido por 1 pessoa

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s