O que é o que é isso?

wp-image-600137457

Há muitos sentimentos que não possuem um nome, ao menos em português, e que têm me deixado aflita de uns tempos para cá porque sei que as palavras que usamos não dão conta do que estou passando.

Quando a pessoa que amo está para  chegar, algo acontece aqui que não é bem alegria, pois isso sentimos quando comemos uma pizza depois do cinema. É uma mistura de cachorro abanando o rabo em alta frequência, gargalhada de bebê e ter nas mãos ingressos em um lugar bem privilegiado para ver Marisa Monte.

Quando recebo um mimo de seja lá quem for é bacana, emocionante, gratificante. Por aí. Mas se quem amo está lendo algo a milhas e milhas de distância, fotografa a página, diz que se lembrou de mim e que vai roubar o livro para me dar, daí que nome dar a esse trem? Não tem nada que chegue perto dessa coisa que passamos ao tomar um sorvete de ameixa feito pelo sorveteiro de Itajubá estourando plástico bolha sendo abraçada por um filhote de urso panda.

E quando você está parada, quieta, olhando para os arcos da Lapa, percebe que recebeu algo no celular e é um áudio de quem você ama contando uma história linda com uma voz maravilhosa interpretando falas de loucos e barulho de vento? Vai. Dá nome a isso. Alegria? Rárrárrá. Nem perto dessa magia que tem a ver com testemunhar uma aurora boreal no meio do mar cheio de jubartes amamentando seus filhotes.

Para terminar, que nome dá a isso que sinto ao verificar a minha agenda com quem eu amo e descobrir que só vamos nos rever em 2020 já que até lá estamos cheios de compromissos? Desespero? Nem perto. Saudade? Longe disso que me lembra o que vivi no dia em que recebi um presente dado com todo carinho de uma pessoa que eu nutria total antipatia (que é bem diferente do sentimento de receber um presente horrível de quem adoramos). A pessoa que eu não ia com a cara está sendo representada por essa distância do meu amor que mora em Brasília. O presente que recebo é o diabo dessa infantil esperança de tê-lo comigo no show da Marisa Monte, tomando sorvete de ameixa, depois de ter comido pizza embaixo de uma aurora boreal, jubartes, pandas, plástico bolha…

Não está nada fácil me comunicar depois que me apaixonei por Pipo.

4 Comentários

Arquivado em Crônicas

4 Respostas para “O que é o que é isso?

  1. O que é isso?
    Você já sabe bem o que é. É amor.
    Em homenagem a você e seu amor, abaixo um poema que escrevi há um tempo atrás. Posso te responder que é mais ou menos isso, rs…
    Amor
    O que é esse amor?
    Que de tão forte chega a doer.
    Mas é o que sinto por você,
    toda esta alegria de te ver.
    O que é esse amor?
    Que me dá tanto calor.
    Que acende em mim um desejo,
    Quase incontrolável quando te vejo.
    O que é esse amor?
    Que não me deixa disfarçar o quanto te quero.
    E, apenas com meu olhar,
    já demonstro que te espero.
    O que é esse amor?
    Que torna a saudade infinita,
    E nossa história, a mais bonita.
    Que é independente de tempo e espaço,
    e se faz presente em um único abraço
    O que é esse amor?
    Que parece não ter fim.
    Que não me deixa te esquecer.
    E te faz carente de mim,
    e me aprisiona a você.
    O que é esse amor?
    Que nos faz calar a razão,
    e ouvir a voz do coração.
    Vivermos no mundo das nuvens,
    com os pés fincados no chão.
    O que é esse amor?
    Que me insinua…
    Que me deixa nua…
    E me provoca,
    Quando você me toca.
    O que é esse amor?
    Que me transforma em lua,
    Te iluminando em poesia,
    E te transforma em sol,
    Brilhando em meu dia.
    O que é esse amor?
    Senão, um jeito de olhar envolvente,
    e de fazer amor muito quente.
    Com um carinho todo especial,
    e um jeitinho “super sensual”.
    O que é esse amor?
    Por qual tanto clamo.
    É o que sinto por você,
    É o meu jeito de dizer
    Eu te amo!

    Curtir

  2. Gilberto Barros Vieira

    Kkkkkkkkkk como é bom apaixonar e ser correspondido. Volta a ser adolescente! Vai em frente, tenho inveja do Pipo e ao mesmo tempo feliz. Porque admiro muito você Elika e quero que você seja muito feliz.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Bom, o idioma inglês tem uma expressão (não é uma palavra) que é “head over heels”…

    Something happens and I’m head over heels
    I never find out till I’m head over heels
    Something happens and I’m head over heels
    Ah, don’t take my heart, don’t break my heart
    Don’t, don’t, don’t throw it away

    As tias fofinhas sabiam das coisas. 😉

    Curtido por 1 pessoa

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s