Mar de Amor e Rio de Janeiro

MÃOS-AO-ALTO-0011

Hoje me pararam em uma blitz. Vinha eu sozinha, cheia de TPM nas cabeças, sem GPS já que estou sem celular ainda, mas com lenço e com documento.. vinha eu no Takimóvel quando, perto de casa, vi o PM dando sinal para eu encostar o carro.

Eu ando nervosa ultimamente. Duas semanas atrás, quando resolvi caminhar para espairecer um pouco, um menino com um facão destamanho veio na minha direção e disse perdeu. Assim que ele pegou uma certa distância, eu aspirei o ar de todo o planeta Terra e soltei um berro que ressoou até a cabine dos guardas municipais do Parque Madureira. Um guarda veio prontamente e seguiu a direção do meu dedo indicador que apontava para dois meninos correndo. Saiu voado atrás deles. Pegou um. O que estava sem meu celular.

Ainda assim, tive que ir na mesma viatura com o cara que me assustou e interrompeu Fábio Junior cantando no meu ouvido até a delegacia. Ouvindo o diálogo que foi a antítese do inverso do contrário do oposto do que venha ser uma poesia entre o infrator e o guarda lá estava eu pedindo ao motorista da viatura para, ao menos, deixar eu tocar a sirene para não enlouquecer. Pois liguei e desliguei muitas vezes aquele ióióióióió. Maneiro.

Chegando na delegacia, liguei o mantra nãovousurtarnãovousurtar. Era uma desgraça atrás da outra e eu ali me senti uma ganhadora da mega sena de tão sortuda por estar inteira e meu ladrão também. Pior do que emergência de hospital, gente…

Tudo isso, para dizer que estou traumatizada e meio que completamente nível 110% sem noção. O que vai fazer com que vocês entendam a minha reação que se mostrou boa e certeira diante uma situação onde muitos se descompensam e ficam presos por um bom tempo nas blitzes da vida.

Ao ver o PM me dando sinal com mais outros com a mão na metralhadora olhando para minha direção, eu parei o carro e saí imediatamente do Takimóvel com as mãos para o alto dizendo que haviam roubado meu celular mas que os documentos estavam grudados no meu sutiã e que eu ia meter a mão para entregar a eles se eles abaixassem as armas que já estavam apontadas para o chão desde sei lá quando.

Os PMs ficaram me olhando assustados pedindo para eu ficar calma mas, aquariana que sou, sempre faço o contrário do que mandam e desatei a chorar nervosa pedindo para me deixarem em paz pelamordedeos, falando que estava tudo pago e em dia menos o meu celular que está ainda na 3a prestação mas o carro está pago! Tá tudo certo!!!! Tudo revisado! Troquei o óleo mês passado! Me deixem em paz!!!!!! Tá tudo pago!!!!!!

Isso tudo com os braços esticados em direção ao céu azul de Piedade.

Eu estava agindo como se estive sendo assaltada, meu povo. Vejam vocês. Ou não. Eu estava estranha. Mega esquisita como os inseguros no mar do amor e no Rio de Janeiro. Os PMs pediram para eu abaixar as mãos, me acalmar e mostrar os documentos.

No desespero, quase mostrei meus peitos. Na verdade, acho que mostrei um pouco. Ah vá, mostrei tudo sem querer. Estava tensa… Coitados, ninguém merece trabalhar no Sol com aquela roupa e ver muxibas assim do nada.

Ganhei água, carinho e boa sorte com tudo. Fui liberada rapidinho. Enfim, se pararem vocês, fica a dica. Só agir assim que eles são bem amáveis e liberam a gente ligeirim.

beijo!

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s