Coletor Menstrual

sonho

Semana passada comprei o tal coletor menstrual. Muitas mulheres já o usam há tempos. Eu não. Demorei. Relutei. Mas semana passada, enfim, comprei.

Sou dessas que compartilham até esse tipo de coisa publicamente porque sei que, em termos de angústias e medos, nunca estamos sozinhas nesse mundo seja lá qual for a origem deles.

Dois dias depois, a budega chegou. Abri a caixa com aquela ansiedade de quem recebe um presente de surpresa. Rasguei todo o papelão com uma faca e tcharããã! Gente… é isso mesmo?

Homens, essa postagem não é para vocês. A partir de agora é papo reto só com quem tem útero. Vou contar intimidades. Por favor, saiam.

Então, meninas, para quem ainda não sabe, o coletor é do tamanho de um copo de cachaça. Todo feito de silicone maleável e coisa e tal. Mas é grande. Não parece com aquele chumacinho de algodão dos absorventes internos. Tenso. Tem jeitinho de colocar mas, repito, é grande. Tipo um quinto do bilau do Zulu. E fica ali encaixado por umas oito horas se a gente quiser.

Como assim vou ficar andando com um copo inserido dendimim? Não vai incomodar?

E dá-lhe vídeos na internet. Como insere, como tira, como limpa, se pode correr, se pode machucar…

Fiquei com medo de não conseguir tirar e meu corpo fagocitar a parada. Depois lembrei que pari dois de parto normal. Cada criança que saiu de mim tinha mais de três quilos. Na pior das hipóteses, daria a luz a um coletor fazendo força. Moleza para mim.

Sei que nunca desejei tanto uma menstruação na vida. Nem na época em que suspeitei que estava grávida fiquei tão animada quando ela desceu. Oba!!!!! Vou enfiar o coletor!!!! Que maneiro!

No primeiro dia, coloquei e tirei nem sei quantas vezes só pela ansiedade de ver o copo encher. Eu estava crente, pela sensação que temos, que eu vazava uma garrafa de sangue a cada meia hora. Qual o quê. Mega sem graça. Em uma hora, sai quase nada.

Meninos! Ainda aqui? Aff. Bando de fofoqueiros.

Depois que a gente tira, a gente cheira. Normal. E essa foi outra surpresa. Nenhum mau cheiro. Aquela nhaca que sentimos com os absorventes ocorre porque o sangue entra em contato com o oxigênio. Se isso não ocorrer, zero odor. Vivendo e aprendendo.

Passei o dia entre ler, preparar palestras, cuidar de filhos e enfiar e tirar o coletor para ver o nível da parada. Vale observar que temos que lavar bem as mãos antes de brincar disso. Fiquei chateada por dois motivos naquela segunda-feira. Zero mensagem do crush e o pior: não consegui ver meu copinho cheio nem uma vez. Mais essa para lidar…

Fora isso eu pulei muito e dei umas cambalhotas na cama para ver se ele não ia sair mesmo. Não sai. Beleza.

Chegou a noite. Pode dormir com ele? Pode. E é a oitava maravilha porque não incomoda nada e nos sentimos sequinhas e limpinhas. Acordei. Fui fazer xixi. Pode fazer xixi com ele? Pode. Precisa tirar? Não. Mas era de manhã e tirei.

Ah gente que alegria! O copo lotado! Joguei tudo no vaso e lavei meu coletor cantarolando toda boba às cinquemeia da manhã.

Então é isso. Essa é a novidade da vez. Sei que muitas já usam, outras ainda têm medo e mais uma galera ainda desconhece.

Gostei. Achei bem higiênico e não faz lixo. Isso fez com que eu me sentisse melhor também. Ah! Quase não se acha em farmácia para comprar. Bem mais fácil conseguirmos pela internet.

Agora tô aqui vendo modelinhos de panelinhas para ferver meu novo bichinho de estimação. Mega divertido ser mulher gente. Adoro.

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s