Economia Yukiana

menino

Yuki, meu caçulinha de oito anos, veio feliz me mostrar o carrinho que havia comprado usando todo o dinheiro – nove reais – que havia economizado há meses com o troco da merenda.

– Mãe! Olha meu transformers! Ele faz isso e aquilo e mais aquilo outro!, e vira assim!, e mexe assado!, e ainda lança projétil! Gastei todo o meu dinheiro mas valeu a pena! Muito legal ele, né?
– Sim. Muito mesmo!- respondi.

Que bom, pensei, tão pequeno e já está aprendendo a lidar de forma sábia com a moeda. Sem desperdício e com maturidade. Mas daí, olhando aquele brinquedo meio robô meio carrinho e cheio de adereços, ocorreu-me uma pergunta:

– Mas, ele custou só nove reais?
– Bem…Não… Na verdade, meu pai teve que dar uma forcinha na hora.
– Imaginei. Quanto foi essa forcinha?
– Cento e noventa reais. – Respondeu ainda olhando maravilhado para o brinquedo. E completou: Vou começar uma nova economia na segunda.

Virou-se para mim e deixou escapar um sorriso gaiato.

Tenho a ligeira impressão de que fomos deliciosamente enganados aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas, Yuki

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s