Meus Deleites

Ver velhinhas arrumadas andando na rua, passarinho colorido quando pousa perto da gente, beber água gelada depois de escovar os dentes, fazer molho de pimenta, tirar os sapatos, dar livros de presente, tomar banho quente, dobrar a língua junto com a Nara, acertar bola de papel no lixo, dormir cansada, aroma de madeira, a casa de meus pais, ver papai tirando fotos de flor, batucada bem batida, comidas típicas sejam lá da onde for, bolo de combole, ver gaveta de casa arrumada, celular novo, achar nota de cinquenta reais no bolso da calça, ar condicionado, milho cozido, álbum de fotos, fotos que a gente fica mais bonito que já é, livros antigos, ver as pessoas tentando falar papibaquígrafo, ligar para minha mãe dizendo que cheguei, ligar para minha mãe dizendo que saí, ligar para minha mãe, cheiro de neném, ver que meu colesterol está baixo, apanhar qualquer coisa que me lançaram de longe, apertar o play do DVD, demonstrar leis da física, perceber que Angeline Jolie fica feia em determinados ângulos, dar uma aula legal, ver um esquilo parado, rever Noviça Rebelde com as crianças, acompanhar o crescimento da árvore que eu plantei, receber comentários no meu Blog, ver o Cristo Redentor de dentro do avião, cheiro de cocô de vaca, fotos antigas, ouvir música da época em que era adolescente, abraçar os amigos, gente engraçada, conhecer gente que aparece na televisão, os livros do Ziraldo, ouvir tia Elika? quando atendo o telefone, assistir filme que ganhou Oscar, falar a verdade, contar uma mentira, sotaque nordestino, fantasiar a família toda no carnaval, férias com meus sobrinhos, festa junina, ficar de pijama o domingo inteiro, ler na cama, dizer nasceu!, ver filme deitada, receber um email de um amigo distante com saudades, planejar viagem para Buenos Aires, ouvir gargalhada de filho, pintar quadro bonito, décimo terceiro, comer mentos depois de morder um chocolate, morder chocolate, massagem no pé, comer frango assado com a mão, ensinar como se come peixe cru com pauzinhos, tocar pandeiro, desenformar pudim, cantar em italiano, Sapucaí, levantar da cama e deitar no sofá, gelo com coca-cola, ver filho tirando nota dez, comer pão que acabou de sair do forno, comer pão esquentado na chapa, comer pão, ouvir o dentista falando que não tenho cárie, cheiro de dama da noite, ver o relógio marcando oito horas quando acordo, voltar a dormir, sonhar que estou voando, o sorriso do Brad Pitt, sorriso de negão muito simpático com dentes brancos, ver salto acrobático que pode causar a morte do atleta, velhinho lúcido, tango bem dançado, roer osso depois de ter comido a carne, o olhar do gato de botas do Shrek, descobrir que não vai chover no site climatempo, jabuticaba colhida do pé, trazer para casa queijo de Minas comprado em Minas, ficar chupando a água salgada do sabugo de milho, passear de bote inflável e levantar o remo com as duas mãos e gritar urrú, receber mensagens dos amigos no celular, lembrar episódios da infância, baleia, varanda de fazenda, cavalgar em cavalo bonito, ler a sessão entreouvidos do jornal de Domingo, girar um compasso e ver o círculo perfeito, fazer um círculo quase perfeito sem um compasso, ser apresentado a um monumento famoso, ver filho arrumadinho pra sair, conseguir pegar siri na praia com a mão e mostrar para as crianças como se faz, bisbilhotar a biblioteca dos amigos, fazer as pazes, pé-de-moleque de Piranguinho, ver um rato cruzando o asfalto, falar que dinheiro não traz felicidade, pintar ovos quando chegam do supermercado, descobrir que a boazuda da época de escola engordou muito, Homem de Ferro, Homem-Aranha, barulho de cachoeira, casa dos amigos, estourar bolinhas do plástico-bolha, atualizar o Curriculum Lattes, a voz do Renato Russo, dançar igual chacrete, mostrar para as pessoas que consigo me levantar sem colocar as mãos no chão, descer num toboágua gritando alto, escrever uma crônica, entender um filósofo, fingir que entendi alguma coisa, cheirar debaixo do braço e ver que não tem cecê, coçar ouvido com o dedo mindinho, empurrar pessoas na piscina, cheiro de café, de pipoca-doce e do Nelson; ver mamãe eletrocutando moscas com uma raquete, aplaudir involuntariamente, ver a parte detrás da Candelária, doces árabes, vestir roupa nova, vestir roupa de dez anos atrás e ver que serve direitinho, não vestir roupa nenhuma, ser madrinha de casamento, ser madrinha de filho dos amigos, levar alunos ao museu de astronomia, ficar pensando para terminar essa lista e toda hora me lembrar de mais alguma coisa.

15 Comentários

Arquivado em Crônicas

15 Respostas para “Meus Deleites

  1. Haha, muito legal… só mudaria umas coisas como por exemplo: "entender as leis da física" e "ser levada ao museu de astronomia" 😀

    Curtir

  2. Demoramos muito para tirar essa foto…Realmente vovó e sua raquete. Agora vou falar uns dos meus deleites: Ler o seu blog, comentar o seu blog, ver você falando do seu blog, ver você escrever para o blog, tirar foto com você, ver você feliz quando olha o que eu comento etc. Ah! Quase ia me esquecendo……Mãe eu te amo! Você é a melhor!beijos Nara!

    Curtir

  3. Tudo genial, tirando Lady Jolie.Gênia é assim. Conjunto multifacetado de pluralidades.Basicamente, isso.Na verdade, muito de muito mais!Oxalá!

    Curtir

  4. Rsrss… Pra mim foi um deleite no dia em que entrei aqui e vi as fotos dos ovos que vocês pintaram quando chegaram do supermercado…nunca vi ovos tão simpáticos! Fiquei sorrindo um tempão! rsrs… Beeeijo! 🙂

    Curtir

  5. A leitura da lista vai trazendo lá da memória as coisas que experimentamos, tal como você, e assim as semelhanças aparecendo, e nos pegando pelas palavras e nos aproximando. Nos tornando iguais, fraternos, próximos, ou sei lá o quê, mas…. familiar amigo.Da mesma forma que a sua lista também me lembrou (gosto de procurar similitudes nos livros queridos que ficaram aqui por dentro) uma menina chamada Sei Shonagon, que escreveu, em tempos antigos um livro chamado O livro de travesseiro (The Pillow Book) com uma série delas também. E lá existe uma particular, a das coisas que nos aborrecem: deixar de ler um texto gostoso. Beijos

    Curtir

  6. Os 25 anos de convívio me proporcionaram testemunhar quase todos os deleites citados e compartilhar da grande maioria, mas…não gosto mesmo de todas as comidas típicas,Angeline sempre está bela,e o negócio do rato, confesso que ainda não entendi.

    Curtir

  7. Aaaaahhhh… amei o comentário da Nara!!!!!!!…………OBS.: tb gostei do seu post. :-)Detalhe: Lydia el Charis é minha outra personalidade. Entenda Lydia como Tata, sua irmã. Entre no meu blog! bjs

    Curtir

  8. Olha os homens defendendo a Angeline???Angeline tem um ângulo lá que ela fica estranha. Super estranha.Com cara de doida varrida!!!!!!!Horrorosa diria.Mas eu tenho que dar um pause no meio de uma cena para mostrar…MAs que tem, tem!!!!Nào é isso tudo não. É tudo menos um ângulo lá.

    Curtir

  9. Ah, sobre o rato já te falei, Nelson…Todo mundo fica adrenalinado quando vê um rato cruzando a estrada…perguntando se o outro viu e coisa e tal. Viu? Você não viu? Aaaahhh, você NÃO viu???? Isso é porque ver um rato cruzando a estrada é um barato!!!!Ver um rato cruzando a estrada é o que há quando se dirige ou se anda nas ruas.Entendeu???

    Curtir

  10. Muito legalFiquei procurando algo em comum para comentar, achei muitos, mas, o que eu diria entre tantos é que após vários anos de conhecimento um tanto distantes, muito bom é descobrir amigos geniais como você.bjsMazinho

    Curtir

  11. Imaginei algumas, lembrei de muitas ( por exemplo, comer a carne e chupar o osso, bater um pandeiro,levantar as mãos com o remo etc ), mas não consegui ver você admirando ou apenas vendo com calma um rato que atravessa a rua … só se for o marido da Patty ! Vou querer que me explique

    Curtir

  12. Muito bom!Pena que não pude ser levado ao Museu de Astronomia. =/Colocaria: Não poder ser levado ao Museu de Astronomia, prova no dia seguinte, estudar para a prova…Enfim, queria dizer que graças a vc e suas aulas eu passei a gostar um pouquinho de alguma matéria em Exatas. Sim, pelo menos eu posso dizer que Física me interessa e não me causa repulsa como a Matemática…Beijos e que vc seja sempre muito feliz. =)

    Curtir

  13. Élika Você se lembra de quando a gente vendia mensagens da sorte para quem passava na calçada da sua casa?Hoje, como adulto, penso no bem que fazíamos àquelas pessoas que paravam para ler algo bom em seus dias tumultuados.Tivemos realmente uma infância muito saudável. Abraços Marcos

    Curtir

  14. …ligar o computador, ler o blog da Elika…Assis Dutra

    Curtir

  15. Elika,você é LINDA!!

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s