A Arte e a Ciência

– Mãe, o desenho está bonito? – perguntou o menino de seis aninhos para a mãe que dava aulas de física.

– Está, está lindo, mas está errado. Gotas de chuva são iguais as bolinhas e não assim como o Zé Gotinha com a cabeça afunilada.

– Por que?

Segundos de silêncio para a mãe pensar…

Mais alguns segundos…

O menino olhava para o desenho sem entender que mundo é esse em que as gotinhas de chuva não são como o Zé Gotinha.

(Custava a mãe ter falado para o menino que o desenho estava lindo e ponto final?)

Ok. A mãe pensou em algo.

– Porque as moléculas que formam as gotinhas de chuva dão as mãos de uma forma que  a menor quantidade delas fique com as costas de fora pegando vento. E elas só conseguem fazer isso formando uma bolinha perfeitinha! Qualquer outro formato que elas escolhessem teria mais moléculas pegando vento nas costas e isso não é legal como já cansei de te falar.

– Se não a mãe das moleclas briga?

– Exatamente isso, meu filho.

– E a mãe vai dar sopa pras moleclas depois?

– hm hmmm. Isso.

– E vai mandar as moleclas colocarem camisa?

– É.

– E a mãe vai levar as moleclas pra tomar vacina depois, é?

– É.

– E a mãe das moneclas…

-…meu filho, o desenho está lindo!!!!

– Brigado. Mas eu vou fazer um outro com menos moneclas pegando vento.

Entre a ciência e a arte, vivemos aqui com uma inominável terceira opção.

——————

Mais de nós dois em:

Limpando a cabeça

Biciquétala

A História do Meu Novo Amor

Viver é desenhar sem borracha

4 Comentários

Arquivado em Ciência, Crônicas, Educação, Filhos, Humor, Yuki

4 Respostas para “A Arte e a Ciência

  1. Elika, querida, adorei a explicação! Não fazia ideia! Nada como uma amiga física para nos esclarecer! Mas olha, vou sair aqui em defesa do seu pequeno artista: o desenho das gotinhas com a cabeça afunilada não é assim necessariamente por que a forma da gotinha é assim. A gotinha pode ser redonda, mas o desenho dela não precisa ser, como se ela tivesse sido capturada numa foto por um obturador hiper rápido e preciso tipo 1/8000s. A pontinha afunilada serve exatamente pra mostrar que ela foi pega em movimento, indica a velocidade e a direção da queda. Às vezes são representadas por tracinhos também, em caso de chuva forte! É como um pneu que (é redondo, óbvio) no desenho é representado em forma de elipse pra mostrar a velocidade e direção da corrida! Ou os pés do personagem, que de tão rápido são desenhados como um círculo… Uai, arte tem dessas coisas. As vezes precisa romper com a realidade para transmitir as sensações! Mas sua explicação foi ótima! Aposto que ele nunca mais vai esquecer.

    Curtir

  2. Perfeito, Drica!Não me incomodei com a nuvem tendo um sorriso (tipo essa que ilustra o texto), mas impliquei com o formato da gota…De fato, o desenho não representa a forma real das coisas. E é bom que seja assim mesmo.Mas o lado "física", (in)felizmente resolveu falar mais alto.Bom, pelo menos foi mais um texto. =)Beijos e obrigada pelo seu comentário.Adorei.

    Curtir

  3. Adorei!Com Yuki, Nara e Hideo em casa você pode tranquilamente se dedicar somente a escrever, assim que você quiser…bjs

    Curtir

  4. "tranquilamente" é mega retórico, onírico e debochórico.=)Seguirei me esforçando!Bjs

    Curtir

Participe! Comente você também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s